Archive for the ‘Distrito de Santarém’ Category

Alpiagra de 10 a 18 de Setembro

A XXIX edição da Feira de Alpiagra realiza-se de 10 a 18 de Setembro, no Largo da Feira, em Alpiarça.

O município decidiu manter os valores do aluguer dos espaços, pois no ano passado já tinha baixado os preços tendo em conta a “situação económica e financeira das empresas”, referiu o presidente da câmara, Mário Pereira (CDU), em reunião camarária.

As bancas de doçaria e o espaço no salão de actividades económicas custam 100 euros. O preço do aluguer das bancas das tasquinhas custam entre 350 e 800 euros dependendo do tamanho do espaço a alugar. No salão de artesanato um espaço de nove metros quadrados custa 75 euros.

O vereador Luís Garrotes (PS) mostrou o seu desagrado pela data escolhida para a realização da Alpiagra. Luís Garrotes diz que a feira vai “perder” visitantes, sobretudo à noite, uma vez que nessa altura já começou o novo ano lectivo. “Por tradição a Alpiagra realizava-se mais cedo e julgo que era a data ideal. A feira vai ser prejudicada em termos de visitantes com esta data”, referiu.

Gamado aqui

Festa do Emigrante em Ferreira do Zêzere

O concelho de Ferreira do Zêzere prepara-se para receber mais uma edição da Festa do Emigrante que ocorre em simultâneo com a iniciativa DePeNicar, onde muitos e bons petiscos podem ser degustados.
Os eventos decorrem de 12 a 15 de Agosto com as já habituais tasquinhas no centro da vila de Ferreira do Zêzere, recheadas com as preciosidades gastronómicas da região e produtos do artesanato local.

Contando com organização da câmara municipal, a edição deste ano apresenta um programa cultural diversificado e bastante abrangente com espectáculos diversos para todas as idades, destacando-se o grande concerto com o Grupo Xutos & Pontapés que terá lugar no dia 14 de Agosto pelas 22h30 no Estádio Municipal Eng. Lopo de Carvalho.

Gamado aqui

Festival do Tomate, Azeite e Alho em Santarèm

De 31 de Julho a 31 de Agosto, 11 restaurantes do concelho de Santarém acolhem mais um evento gastronómico do “Festival do Tomate, Azeite e Alho”, no âmbito da iniciativa  “Sabores e Saberes do Ribatejo”.
A organização é da Cul.Tur – Empresa Municipal de Cultura e Turismo de Santarém.

Tomate, azeite e alho são os ingredientes-base para uma variedade de pratos confeccionados durante um mês pelos restaurantes aderentes.

Queixadas no tacho,  bacalhau à ribatejana, pataniscas com arroz e tomate, naco coberto em tomatada, solha com açorda de alho, bife à lagareiro, bacalhau à casa, polvo à lagareiro, arroz de marisco, massa de cherne, arroz de tamboril, sardinha assada com salada de tomate, choquinhos guisados com arroz tomate, frango do campo com amêijoa,  galinha do campo em tomatada, caldeirada de Borrego, lulas à Provençal e migas de tomate com grelhada mista, molhada de petingas e massa à barrão, são alguns dos muitos  pratos que fazem parte do cardápio desta iniciativa gastronómica, que tem como objectivo promover a gastronomia local.

Ver artigo completo aqui

Castelo de Bode

Castelo de Bode (imagem daqui)

Numa altura em que está forte a promoção do “Grande Lago” do Alqueva como destino turístico de relevância internacional, tempo para visitarmos naquele que há gerações ocupa o lugar do “grande lago” no imaginário dos portugueses: a albufeira da barragem de Castelo de Bode, inagurada em 1951.

Quando eu era miúdo este era um daqueles pontos em que as viagens de estudo geralmente não falhavam. Da viagem em si pouco recordo, e tampouco tirei fotografias; nesse aspecto as viagens de estudo dos miúdos são sempre iguais. Há a brincadeira, a confusão, a contagem de cabeças em cada entrada no autocarro, as cantorias típicas

um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete
viva a nossa camionete
sete, seis, cinco, quatro, três, dois, um,
comó nosso autocarro não há nenhum”
Senhor chofer, por favor
Ponha o pé no acelerador,
Se chocar, não faz mal,
Vamos parar ao hospital!

(…a inocência das crianças. Apesar de tudo, nunca fui parar ao hospital por causa de um chofer destes autocarros.) Bem, e ele era as visitas em grupo em que metade da malta estava distraída, os miúdos que vomitam, e até os miúdos que vomitam em sacos rotos e que depois lhes vão sujar as calças. Antigamente, como havia menos preocupações de segurança, havia até os miúdos que vinham para o microfone junto ao motorista – ao chofer - contar anedotas!
Bom, de tudo isto deve ter acontecido nessa viagem, como em tantas outras, mas especificamente o que recordo é da visão da grande barragem e de ficarmos todos maravilhados com uma coisa que nunca tínhamos visto igual.
Aquela estrutura colossal de betão (115 metros de altura), despejando uma enorme coluna de água, esclarecia-nos em poucas palavras sobre a importância daquela barragem que abastecia Lisboa e produzia tanta electricidade. Passado um bocado já estaríamos outra vez a correr uns atrás dos outros no parque de estacionamento à volta do autocarro.

imagem daqui

A grande albufeira de Castelo de Bode aprofundou-se como destino turístico. Hoje em dia, para além do passeio dos tristes semelhante àquele que os miúdos faziam e certamente continuam a fazer, as pessoas deslocam-se para praticar desportos náuticos como o windsurf, a vela, remo, motonáutica e jet ski, bem como da pesca desportiva, nomeadamente a truta, as enguias e o lagostim vermelho. O lagostim tornou-se um fenómeno curioso: o seu sucesso reprodutório foi tal que se tornou uma ameaça ao ecossistema local. As duas melhores alternativas para resolver o problema seriam atacá-lo com pesticidas ou… comê-lo! E nasceu o Festival do Lagostim, que começa a tornar-se uma referência gastronómica na região.

À volta
Tomar – a vila dos Templários. Para quem gostar de História e dos nossos monumentos, a Charola vale sempre uma visita – até porque tem sofrido boas obras de restauro ao longo dos últimos anos. Porque será que se diz “sofrer” obras de restauro? É uma coisa positiva, mas associamos “sofrer” a algo negativo….

Dornes – o fascínio que os templários exercem ainda hoje no imaginário das pessoais, e a partir do qual Dan Brown fez a sua fortuna, pode ser alimentado nesta aldeia com uma torre pentagonal (caso único no país) e situada numa península que vigia o curso intermédio do Zêzere, quase como outro Almourol

Centro Geodésico de Portugal – no concelho de Vila de Rei está o Centro Geodésico de Portugal Continental, e sublinhamos o “continental” para não ofender os nossos leitores insulares. Este nosso amigo diz que o “monumento” está “situado a uma altitude de 600 m” e que “este local permite-nos uma visão de 360º sobre um horizonte vastíssimo, em que se destaca a Serra da Lousã e, com tempo limpo, a Serra da Estrela quase 100 km de distância.” É aproveitar os dias de sol!

O novo leão de Rio Maior?
Durante algumas semanas reviveu-se o fenómeno do célebre leão de Rio Maior, agora com a notícia de que existiria um crocodilo nas águas do Zêzere. (…) Contudo, e ao contrário do que acontece na Escócia, em Portugal não nos deixamos levar em cantigas. O crocodilo descobriu-se ser um peixe-gato, de cerca de 1,5m, e que pelo seu formato e forma de nadar terá sido confundido com um crocodilo. Já o leão, segundo parece, era mesmo verdadeiro… mas isso fica para outro dia.

>Festa de Verão em Venda Nova – Casais (Tomar)

>

A localidade de Venda Nova, Freguesia de Casais, no concelho de Tomar estará em festa nos dias 29, 30 e 31 de Julho, numa iniciativa da Associação Cultural, Recreativa e Social, a favor das diversas valências da colectividade.

Sexta-feira, dia 29 de Julho, 14h00 abertura do arraial, 19h30 abertura do restaurante e de diversos jogos de entretimento e quermesse, 22h00 baile com o conjunto D’ Arromba.

Sábado, dia 30 de Julho, 10h00 abertura do arraial, 12h00 abertura do restaurante, 16h00 diversos jogos de entretimento, 17h00 torneio de chinquilho, 22h00 baile com o grupo Sentido Obrigatório.

Domingo, dia 31 de Julho, 10h00 abertura do arraial, 12h00 tradicional almoço de convívio com Cozido à Portuguesa, confeccionado pelo chefe Souto Jorge, 14h00 Amigos da Adega, 16h30 jogos de entretimento, 19h00 Grupo de Cantares da Venda Nova, 22h00 baile com o conjunto ALPHA 4.

Para chegar à povoação da Venda Nova – Casais, seguir de Tomar pela EN 110 sentido Coimbra.

Gamado, aqui.

>Festival do Caracol de Pereiro

>

A Associação Desportiva e Cultural de Pereiro, concelho de Mação, vai organizar, no próximo fim de semana, dia 16 de Julho de 2011, a partir das 17 horas, o 4º Festival do Caracol.

Para degustar vão estar disponiveis cem quilos de caracois e muita cerveja geladinha.

Razões para passar um final de tarde em beleza não faltam, por isso, se estiver na região, dê um salto a Pereiro.

>O cabaz de Passos Coelho, o pacote de austeridade e a política do tabuleiro

>

Pedro Passos Coelho, Primeiro-Ministro de Portugal, esteve em Tomar, por ocasião da Festa dos Tabuleiros, tendo-lhe sido oferecido pelo Vice-Presidente Executivo, Manuel António de Faria, em nome da Delegação Templários da Entidade Regional de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo, um cabaz de produtos regionais.

O cabaz era composto por: um tabuleiro em miniatura, doces regionais das Estrelas de Tomar (“Beija-me depressa”, “queijinhos doces” e “Fatias de Tomar”), compotas da empresa Vivernocampo e da Companhia das Frutas, o livro “Castelos Templários em Portugal” de Nuno Villamariz Oliveira e uma reserva especial de vinho tinto da Encosta do Sobral, bem como o respectivo cesto em verga feito pelos irmãos Dias, de Vila de Rei.

Esta oferta teve o intuito de promover e divulgar os produtos tradicionais e a nossa região, bem como agradecer a presença do Primeiro-Ministro.

Gamado aqui

>Serra dos Candeeiros

>

Serra dos Candeeiros (daqui)

Ouvia, na passada terça-feira, a Prova Oral do Fernando Alvim, na Antena 3, que trazia um convidado estrangeiro, expressando-se em bom português, e autor de um livro sobre os portugueses. Eis senão quando o dito senhor, quando questionado sobre o que gostava mais no nosso país, responde que gosta do país  todo e não conseguia escolher….
…só havia uma coisa que não gostava: a serra dos Candeeiros! Era chata!

Ui! O que ele foi dizer! Percebi imediatamente que havia uma grave injustiça a reparar. Se o país é bom, óptimo; mas se a única coisa má é a Serra dos Candeeiros, melhor ainda!

Comecemos pela localização. O Fernando Alvim, natural do Porto e radicado há demasiados anos em Lisboa, flui pela auto-estrada e não sabe onde é a Serra. A Xana Alves disse que era a seguir a Torres Novas…. será que nunca saem da A1? O convidado não a corrigiu, pelo que certamente também não sabe.
A seguir a Torres Novas é o polje de Minde e a serra de Aire. E talvez eu consiga perdoá-la porque a serra dos Candeeiros compreende-se integrada no que os académicos chamam Maciço Calcário Estremenho, os ambientalistas Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Vamos lá convidar o senhor Hatton a descobrir o melhor das Serras de Aire e Candeeiros:

- grutas; descobertas e apreciadas há várias décadas, as grutas de Mira d´ Aire, da Moeda, de Alvados e de Santo António merecem sempre uma visita pela monumentalidade que a natureza esconde debaixo dos nossos pés.

- Por falar em Alvados, lá podemos albardar um burro à nossa vontade e dar um passeio neste animal hoje em vias de extinção e que até há bem pouco tempo era um dos principais meios de transporte para muitos portugueses. O meu pai que o diga, que em miúdo torceu um braço quando caiu de um. Mas não se preocupem, que estes são mansinhos!

Igreja e Dolmen das Alcobertas

- A igreja das Alcobertas constitui um monumento único a nível nacional, pois integra um dolmen, considerado sagrado pelos habitantes desde há milhares de anos, que por esse motivo decidiram que o interior da igreja deveria comunicar com o templo pré-histórico que assim continua a ser parte do culto.

- A Cooperativa Terra Chã é um projecto de desenvolvimento de características únicas. Sim, pareço o José Hermano Saraiva a dizer que tudo é único, mas é que é verdade! A Cooperativa desenvolve projectos de protecção da natureza, de preservação das tradições e do património natural e social da serra e de actividades turísticas. Nos Chãos (Alcobertas, Rio Maior.)

- O Centro Ciência Viva do Alviela é, e citando o próprio site, “um espaço interactivo de divulgação científica e tecnológica” que, “localizado na fronteira entre a Estremadura e o Ribatejo (…) proporciona aos seus visitantes, através da alta tecnologia, uma aventura empolgante que desce às profundezas da terra em busca das origens da nascente do Alviela, percorre as estações do ano revelando a influência destas na constituição de uma das maiores reservas de água doce do país e explora os refúgios ocultos dos morcegos cavernícolas”. É nos Olhos d´Água, a célebre nascente do rio Alviela (Louriceira, Alcanena) que merece uma visita mesmo de quem se interesse mais pela paisagem e pela natureza e menos pela ciência.

- E as Pegadas de Dinossauros, em Ourém? 175 milhões de anos e mais de 1000 pegadas não merecerão uma visita?

Imagem daqui

Para quem quiser dar a voltinha dos tristes, é muito simples: subir ao Casal Vale Ventos e percorrer a estrada até às salinas (ou vice-versa). Em dias de boa visibilidade, é possível ver o mar, o sítio da Nazaré e as Berlengas e, claro, a vizinha Montejunto, a caminho do sul. Além disso, podemos visitar as gigantescas eólicas in loco e sentirmo-nos esmagados pela enormidade tecnológica que contribui para a auto-suficiência energética do país.

Já falámos nas Salinas de Rio Maior, as maiores salinas interiores de Portugal, a laborar desde a Idade Média? Os miúdos adoram e pode-se beber uma cerveja e comprar uns suvenires, se houver uns trocos a mais.

Polje de Minde (imagem daqui)

Falámos aqui foi no polje de Minde, e não vale a pena falar muito mais porque é verão; mas num dos próximos invernos, é esperar que chova o suficiente para que o vale entre Minde e Mira de Aire se transforme numa lagoa interior de características – sim, únicas!, na Península Ibérica.

 

Para comer, há 3 opções:
- Quem andar pela Serra dos Candeeiros pode descer ao sopé e ir aos vários centros gastronómicos nascidos do tráfego da nacional “númarum” que agora se chama IC2 entre a Benedita e Rio Maior. A Ti Cristina, a Jomafel e o Bigodes são alguns exemplos.

- quem andar lá pelo meio das serras, há um restaurante muito bom na Serra de Santo António onde cada dose dá para 3 ou 4 refeições! Pelo menos para os estômagos mais sensíveis.

- quem descer pela vertente oriental do PNSAC (Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros) e seguir a Xana Alves até Torres Novas, pode parar nas Festas do Almonda, que estão a decorrer!

Há muitos mais coisas para visitar…. mas não temos tempo. Outras oportunidades surgirão. Esperamos que seja suficiente para que o senhor Barry Hatton mude de opinião sobre a Serra dos Candeeiros e a área do PNSAC. O melhor de Portugal está por vezes onde menos se espera!

>Caracóis para todos os gostos no Cartaxo

>

Pudim doce de caracol, pizza de caracol, arroz de caracoleta, espetada de caracol, empada de caracol e caracoleta frita e grelhada são algumas das receitas que podem ser apreciadas durante mais uma edição do Congresso do Caracol do Cartaxo, organizada pelo Agrupamento de Escuteiros 1120 Cartaxo do Corpo Nacional de Escutas.

A iniciativa decorre nos dias 8, 9 e 10 de Julho no Parque Municipal de Exposições do Cartaxo, onde haverá animação musical durante todo o evento.

Gamado aqui

>Cartaxo recebe a Feira da Criatividade

>

Exposição e venda de artigos reciclados, artesanato, pintura, animação sócio-cultural, performance de percussão alternativa, concertos e danças através de artistas e comerciantes são actividades que vão decorrer no Cartaxo, nos dias 9 e 10 de Julho, promovidas pelo Movimento Alternativo e Ecológico ECO-Cartaxo.

Valorizar os espaços verdes da região, a ecologia, as práticas amigas do ambiente, a arte, os artistas, a comunicação, a criatividade e a troca de conhecimentos são objectivos do encontro. O chamado lago dos patos ou o jardim em torno da praça de touros são os locais previstos para o evento nos dias 9 e 10, das 09h30 às 20h00 e das 10h00 às 17h00, respectivamente.

O evento é criado pelo Grupo de Animação e Interpretação Ambiental (GAIA) da Eco-Cartaxo, através do voluntariado. As inscrições estão abertas até 30 de Junho.

Gamado aqui

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.