>IPL rentabiliza costumes locais da Lagoa de Óbidos

>

Um grupo de professores do Instituto Politécnico de Leiria apresentou uma candidatura ao PROMAR (Programa Operacional das Pescas) para a realização de um projecto que visa a criação de um plano interpretativo para replicar as diferentes actividades económicas e sociais, “algumas ancestrais”, relacionadas com a Lagoa de Óbidos.

O objectivo é que os turistas possam conhecer e compreender essas actividades económicas, ao mesmo tempo que permite que a comunidade local possa criar a partir desse serviço uma sustentabilidade económica.

Da actividade dos mariscadores ao “birdwatching”, a lagoa pode oferecer aos visitantes um pacote de experiências que os leve a passar mais tempo nesta região.

“Não precisamos de criar nenhum parque aquático ou outra coisa desajustada da realidade, basta cuidar do que já existe e saber aproveitar as potencialidades da lagoa”, explicou à Gazeta das Caldas o coordenador do projecto, Mário de Carvalho.

Intitulado “Reconversão do Património e das Gentes do Mar”, o projecto tem como objectivo criar e desenvolver, com a comunidade local, diferentes actividades turísticas “num plano de efectiva cumplicidade rumo à sustentabilidade”.

Ver artigo completo aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: