>Investigadores encontram alga que não era vista há 50 anos

>

Um grupo de investigadores do Centro de Ciências do Mar (CCMAR), da Universidade do Algarve, descobriu uma espécie de alga que não era vista há mais de 50 anos na Ria Formosa.    

A descoberta ocorreu no âmbito dos trabalhos de transplante de uma pradaria marinha que se encontrava junto das obras em curso no canal da Fuzeta, anunciou hoje a Sociedade Polis Litoral Ria Formosa em comunicado.

“Estávamos a monitorizar, em mergulho, as pradarias de Zostera marina (cebas) do local quando uma colega estranhou o tamanho de algumas folhas. Nunca tínhamos visto esta alga em muitos anos de investigação na Ria Formosa e ficámos surpreendidos”, explica Alexandra Cunha, coordenadora dos trabalhos.

De regresso ao laboratório do CCMAR, os cientistas puderam constatar que a alga, com o nome científico de Caulerpa prolifera, já tinha sido identificada na Ria Formosa em 1845 pelo médico e naturalista austríaco Frederico Welwitsch.

Ver artigo completo aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: