>Praia fluvial do Terreiro do Paço (Lisboa)

>

«Dentro de dois meses, a zona da Praça do Comércio, em Lisboa, vai estar outra vez de pantanas. Até ao fim do Verão começam os trabalhos para requalificar a área envolvente da Avenida Ribeira das Naus. Primeiro vieram as obras da estação de metro do Terreiro do Paço, depois chegaram os esgotos e agora será a vez de uma praia fluvial e jardins ocuparem a frente ribeirinha do Tejo.

São 10 milhões de euros suportados pela Sociedade Frente Tejo (capitais públicos), fundos europeus (3,5 milhões) e ainda pela câmara municipal para construir em terra e ainda conquistar 18 metros de terrenos ao rio.”

Ter uma praia na Baixa de Lisboa e ainda passear por quatro hectares de espaços verdes colados ao rio não vai acontecer para já. Segundo explicou ao i fonte da autarquia, concluir a requalificação da Ribeira das Naus demorará “pelo menos um ano”, podendo até estender-se por “mais algum tempo dado a complexidade da obra”.» (sacado daqui)

Dar passos no sentido de transformar o potencial da frente ribeirinha de Lisboa em capital turístico é óptimo e vai segurar contribuir para valorizar a imagem de Lisboa enquanto destino face a outras capitais europeias.
Mesmo assim, vai ser necessário mais do que as obras para convencer as pessoas a voltar ao rio – ou melhor, a adoptarem o rio como a praia que nunca foi. Talvez o prof. Marcelo Rebelo de Sousa volte a dar um mergulho para dar o exemplo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: