>Palitos prontos para voltar ao activo (Lorvão)

>

imagem daqui

“Na capital nacional do esgaravatador já não há fábricas que o produzam. A globalização ditou que a especialidade é o embalamento. (…) Agora chegam caixas de Espanha ou da China com os palitos já prontos.(…) “Tínhamos uma fábrica onde trabalhavam mais de 20 funcionários e abastecíamos todo o país”, recorda. Essa unidade fechou há cinco anos, porque ficava mais barato importar a matéria-prima já pronta e o empresário decidiu construir um novo armazém para se dedicar apenas ao embalamento.
(…)
Mas há um prenúncio de morte ao monopólio do empacotamento. Os custos de importação estão cada vez mais altos e, com a crise, Óscar Simões já antecipa o regresso à laboração: “Guardei as máquinas da fábrica antiga, só preciso de as ligar“. (daqui)

Talvez o país se tenha silenciosamente preparado para o caso de o jogo da globalização não lhe correr bem. É todo o Mundo Rural que está guardado no armazém, caladinho; só precisa de ser ligado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: