Agricultura em queda: Cereais e vinho são principais vítimas

Desde 2006 que a agricultura em Portugal não mostra sinais de recuperação e este ano está a piorar o cenário.

Segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE) publicado ontem, a produção de cereais em Portugal foi a mais baixa de que há registo, com apenas 175 toneladas, uma quebra de 25% face ao ano passado, já ele um ano mau.

Os números preocupantes da produção agrícola não ficam contudo pelos cereais. Segundo o INE, a produção agrícola na sua esmagadora maioria está a baixar, em alguns casos a estagnar e só em casos muito pontuais a aumentar.

Se em 2010 a baixa produção dos cereais, que não chegava às 230 toneladas, foi explicado pela alta temperatura do mês de Julho e por este ter sido considerado o mês mais seco dos últimos 24 anos, este ano a produção de cereais atingiu um mínimo histórico, explicado desta vez por um Julho com temperaturas ligeiramente abaixo das normais, pela ausência de chuvas e pelo forte vento.

O aumento dos níveis de evapotranspiração levaram a uma diminuição da eficiência da rega, obrigando ao aumento da sua frequência. Assim sendo, as produções dos cereais confirmam as fracas expectativas previstas ao longo da campanha, com quebras face a 2010 que atingem 25% no trigo mole, trigo duro, triticale e cevada, e os 20% na aveia.

Ver artigo completo aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: