Não há tremoços em Nova Iorque

Nova Iorque (imagem daqui)

“Nova Iorque é, nesse aspecto, uma cidade exemplar. Há que desconfiar de um sítio onde é possível encontrar tudo – menos tremoços. Talvez seja por isso que lhe chamam “a cidade que nunca dorme”. Muita gente não deve conseguir pregar olho a pensar no bem que lhe saberia uma imperial com um pires de tremoços. (…)
É por isso que (…) eu acho que não mereço Portugal. O país é bom demais para mim. Há muito bom teatro em Nova Iorque, é verdade. Mas não há arroz de cabidela.” (…)

Araújo Pereira, Ricardo, Novas Crónicas da Boca do Inferno (2009), pp.47-48, Lisboa: Edições Tinta da China

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: