Archive for the ‘Inovação’ Category

>Vinho: Investigador português premiado

>

Um investigador da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, foi premiado por um estudo em que conclui que “os consumidores possuem uma perceção mais clara e distinta dos atributos do vinho” do que os intermediários e produtores.

O estudo é de Paulo Ramos, docente daquela universidade, e intitula-se “As diferenças na perceção dos atributos do vinho: um estudo comparativo entre consumidores, produtores e intermediários” e acaba de ser distinguido pela Organização Internacional do Vinho e da Vinha — OIV, cujo 34.º congresso decorreu de 20 a 27 de Junho, no Porto.

Com base nos resultados da sua investigação, Paulo Ramos disse à Agência Lusa que “o setor dos vinhos está pouco orientado para o mercado, confiando demasiado nos intermediários” e nos respetivos conhecimentos, de natureza essencialmente empírica.

Gamado aqui

Anúncios

>Leiria reforça aposta nos veículos eléctricos

>

O novo carro eléctrico da Peugeot já chegou a Leiria e pode ser experimentado, até hoje, junto às Piscinas Municipais. O roadshow ‘Electric Tour’ levará o económico iOn a mais quinze cidades do País

Por apenas dois euros, o novo Peugeot eléctrico pode percorrer 150 quilómetros sem necessidade de carregamento adicional. Silencioso e sem quaisquer emissões de dióxido de carbono, o novo iOn chegou, ontem, a Leiria para se dar a conhecer enquanto uma alternativa viável para o bem do meio-ambiente.
Ideal para circular em contexto urbano, o veículo alia, por isso, as vantagens, para o ambiente, da utilização das energias renováveis à lógica da poupança.

Apesar do elevado preço, na ordem dos 35 mil euros, o investimento poderá compensar a longo prazo, dados os reduzidos custos com a manutenção da viatura e com o abastecimento. “O custo pode ser elevado, mas em contrapartida é um investimento que, a prazo pode ser vantajoso.

Em termos de carregamento vai ter preços quatro vezes inferiores ao preço da gasolina, e o valor da gasolina tem tendência a manter-se ou a aumentar ainda mais. Além disso, os carros eléctricos não têm manutenção”, referiu Maria João Rocha, da Mobi.e.

Ver artigo completo aqui

>Caviar ‘made in’ Algarve

>

Um projecto inédito da Universidade do Algarve pretende criar uma unidade de cultivo de esturjão (peixe cujas ovas dão origem ao caviar) em aquacultura.
Um biólogo, um perito ucraniano em aquacultura e um empresário gourmet juntaram-se e querem instalar até ao final deste ano, no Algarve, uma unidade de produção do esturjão.

Se tudo correr como previsto, as primeiras embalagens da iguaria de luxo criadas no Algarve vão estar nos restaurantes e nas lojas gourmet em 2015.

Gamado aqui

>Mais financiamento para empreendedorismo na Beira Interior

>

As Comunidades Intermunicipais das Beiras (Comurbeiras) e da Serra da Estrela são duas das contempladas com financiamento para projetos de empreendedorismo local, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e do Mais Centro – Programa Operacional Regional do Centro.

A Comurbeiras receberá um montante que ronda os 270 mil euros, para um projecto ligado à área da Internet. Já à Comunidade Intermunicipal da Serra da Estrela será atribuído um valor de 116 mil euros destinado ao desenvolvimento de uma Rede Integrada de Apoio ao Empreendedorismo e ao Empreendedor.

Os projetos surgem enquadrados no Programa de Empreededorismo de Base Local, uma medida política promovida pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI), e que visa a promoção de oportunidades de auto-emprego. Através desta medida, pretende-se sensibilizar os cidadãos para o empreendedorismo, auxiliando-os no caso de quererem criar uma empresa e no acompanhamento dos primeiros anos desse negócio.

Ver artigo completo aqui

>Cabeça é a primeira aldeia com luzes LED de Portugal

>

Cabeça, uma freguesia de Seia, viu hoje terminadas as obras de requalificação e de iluminação pública e tornou-se a primeira “aldeia LED” de Portugal.

A tecnologia LED (Emissão de luz por díodo) desperdiça menos energia e é mais económica, tendo sido usada na iluminação pública de Cabeça. A inauguração das obras de requalificação e da instalação da iluminação pública teve a presença da secretária de Estado da Administração Interna, Dalila Araújo.

Lembrando que Cabeça é a terra natal do presidente do PS, Almeida Santos, a responsável frisou que “o país não pode continuar a trazer os fluxos” financeiros “para o litoral” e destacou o papel “importante dos autarcas neste processo” de forma a dar mais sustentabilidade ao país.

O presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo, salientou a importância da requalificação da aldeia, que se insere num grupo de 10 aldeias do concelho, a rede de aldeias de montanha. Para o autarca, este projecto das aldeias de montanha “constituirá um atractivo importante” para o desenvolvimento turístico do concelho de Seia.

Ver artigo completo aqui

>Paulo Futre vai dedicar-se à pesca de chop suey de vaca

>

O antigo jogador da selecção nacional portuguesa, Paulo Futre, mais conhecido pelo “gajo que nasceu com braços”, está a preparar um grande investimento no sector das pescas. Segundo uma fonte próxima do agora potencial futuro dirigente desportivo que preferiu manter o anonimato e que se chama Dias Ferreira, Paulo Futre já dedcidiu investir em sponsors para depois vir charters que vão trazer dinheiro para adquirir uma frota de barcos para pesca exclusiva de chop suey de vaca.

Segundo a mesma fonte, Paulo Futre irá ganhar comissões sobre a encomenda de barcos mas também sobre os charters que todos as semanas vão trazer seiscentas pessoas por semana. Também irá receber comissões dos hotéis, de todos os chop sueys de vaca que conseguir pescar em território português, e do museu do chop suey de vaca que ele próprio vai fundar no Porto Alto. Paulo Futre pretende adquirir 19 barcos mais 1.

A referência ao território português nas palavras de Paulo Futre é literal visto que estes 19 + 1 barcos serão os únicos em todo o mundo a poder fazer pesca terrestre. Mas Futre não está sozinho neste aventura. Futre vai ter um sócio. Trata-se de um jornalista que esteve presente na apresentação do projecto de Futre para o Sportém e que, segundo Paulo Futre, só tem um defeito. Desconcentra-o.

Os 19 + 1 barcos que Futre pretende adquirir são do fabricante Porsche e irão ser amarelos porque o Pinto da Costa diz que são bonitos. Os 19 são barcos para pesca de chop suey de vaca e o outro barco é para pescar chop suey de vaca vegetariano, ou seja, é um barco que só vai pescar chop suey de vacas alimentadas a vegetais.

>Empresário português inventa chouriço com sabor a pénis

>

Influenciado pelas alheiras de caça, porco, peru, polvo, bacalhau, ananás, maçã, sardinha, torresmo e até de arroz, António Felácio, um empresário transmontano com experiência na indústria cinematográfica para adultos e em certames eróticos, depois de herdar uma pequena empresa que se dedica ao fumeiro tradicional transmontano, e impulsionado pelo seu conhecimento do mercado do erotismo e sedução resolveu juntar o útil ao agradável, inovando.

Vai daí, Felácio passou da oralidade à prática, meteu mãos à obra e apresentou um projecto de revitalização económica da pequena empresa familiar que herdou apostando num nicho de mercado. Depois de alguns anos de “jejum”, Felácio encontrou no mercado exterior a alternativa para que o seu negócio inovador pudesse manter-se em actividade e talvez crescer.

Alemanha, Holanda, França, Reino Unido, Estados Unidos e Brasil são agora mercados onde a reputação dos Chouriços Felácio está consolidada. António Felácio produz anualmente 35 toneladas de Chouriços Felácio, sendo que 98% da produção se destina à exportação para os mercados já referidos. A introdução dos Chouriços Felácio no mercado asiático está já em negociações com um potencial representante no Japão.

Em estudo está a adaptação do design do produto ao mercado asiático. Os Chouriços Felácio para o mercado asiático terão apenas 120 gramas ao invés dos 250 gramas do produto original transmontano.

A equipa de marketeers está também a estudar a possibilidade de desenvolver uma Morcela Felácio, para que a marca Felácio posso entrar no mercado africano e ser competitiva face à concorrência. Saliente-se que os Chouriços Felácio já estão disponíveis em alguns mercados europeus nas versões Felácio Dulce, Hot Felácio, Felácio Sperm Flavour, Felácio Light e Felácio Intense.