Archive for the ‘Pecuária’ Category

>Feira Internacional de Agro-pecuária de Estremoz

>

Irá decorrer de 21 a 25 de Abril de 2011 a 25.ª edição da FIAPE – Feira Internacional de Agro-Pecuária de Estremoz, no Parque de Feiras e Exposições desta cidade com mais de 250 expositores, e decorre durante a quadra da Páscoa, anunciou hoje a organização.

O certame, que pretende contribuir para o desenvolvimento económico da região, decorre até segunda-feira no parque de feiras exposições da cidade, com a participação de expositores de sectores tão diversos como a agricultura, produtos regionais, pecuária, artesanato, artes decorativas, comércio, indústria e serviços.

A Feira Internacional de Agropecuária de Estremoz (FIAPE) agrega a Feira de Artesanato de Estremoz, considerada pelos promotores como «uma das mais conceituadas a nível nacional», com a participação de 70 artesãos e 13 participantes da área das artes decorativas, de diferentes localidades do país.

Destinada a contribuir para o desenvolvimento económico e promoção turística da região, a FIAPE, que anualmente recebe largos milhares de visitantes, está a cargo da Câmara Municipal de Estremoz, enquanto o sector da pecuária é da responsabilidade da Associação de Criadores de Ovinos da Região de Estremoz (ACORE).

Segundo o município, está previsto presidir à inauguração do certame, quinta-feira, às 10:00 horas, o ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, António Serrano.

O presidente do município local, Luís Mourinha, explicou ontem à Agência Lusa que a FIAPE pretende «mostrar as actividades económicas do concelho e aquilo que de melhor se produz na região».

O autarca referiu ainda que a edição deste ano do certame teve uma procura por parte das empresas «bastante superior ao que se esperava», num «momento difícil da economia», e a organização «não conseguiu satisfazer todos os pedidos de participação».

«Há sinais de que as pequenas e médias empresas apostam na promoção dos seus produtos, o que é positivo», salientou Luís Mourinha. No sector da pecuária, vão estar expostos animais de raças selectas, cerca de 580 exemplares de gado ovino e caprino, 100 bovinos e 10 equinos.

O programa do certame inclui ainda concursos de ovinos, nomeadamente os concursos de ovinos da raça Merino Preto e Merino Branco, Preto Precoce Português, Concurso de Ovinos da raça Ile de France, e o Concurso de Bovinos da raça Charolês.

Colóquios técnicos sobre temas de pecuária e demonstração de tosquia são outras das iniciativas incluídas no programa. Os produtos regionais, como enchidos, queijos, doçaria regional, mel, vinho e azeite, e a gastronomia vão também marcar presença.

Na sessão de inauguração da FIAPE, vão ser entregues os prémios do XVI Concurso de Cozinha Alentejana, e vai ser assinado um protocolo entre o município de Estremoz e a ACORE para que esta organização possa avançar com a realização de leilões de gado no parque de feiras e exposições da cidade.

Na quinta-feira, vai também ser inaugurada a exposição “FIAPE 25 anos de memórias” e apresentada a nova imagem de promoção turística do concelho, “Estremoz tem mais encanto”.

Gamado, aqui.

Anúncios

>Aldeia de Farilheiros recria tradição de "levar porca ao barrasco"

>

Badalhoco em estágio na América latina

A Aldeia de Farilheiros, freguesia de Manhocete, no concelho de Mezassines, vai levar a cabo o já tradicional evento de “levar porca ao barrasco”. A edição deste ano vai ser realizada no próximo dia 10 de Abril e irá integrar o cartaz do 25º Meeting Internacional de Capadores.

A organização conta receber no largo da igreja de Farilheiros cerca de quatro mil voyeurs aficionados por assistir ao momento em que o barrasco “escarafuncha” a porca parideira. O barrasco irá ter a oportunidade de desfrutar da companhia de cinco belíssimas porcas parideiras, sendo que duas delas são de raça bísara, uma é cruzada de Sus barbatus e Hylochoerus meinertzhageni e a outra é uma porca qualquer.

O barrasco deste ano será a principal atracção deste fetiche que anualmente atrai milhares de forasteiros a Farilheiros, unicamente para assistir ao momento alto do 25º Meeting Internacional de Capadores em que o barrasco “escarafuncha” a porca parideira no largo da igreja, lado-a-lado com a taberna do “Descamisado.”

O barrasco malhado, de seu nome “Badalhoco”, propriedade do Esquim Zé Mandrião, pesa 287kg, é de porte elegante, integralmente depilado e equipado com uma ferramenta de trabalho do modelo “saca-rolhas”. Internacional por doze ocasiões na competição mundial de “fertilidade suína” que decorre anualmente no fodilhódromo de Wedington na Nova Zelândia, o “Badalhoco”, de regresso à sua terra natal, vai levar ao êxtase todos aqueles que tiverem o privilégio de assistir a este magnifico espectáculo que assim, e mais uma vez, reaviva a memória daqueles que já há muitos anos não tinham qualquer tipo de “escarafunchanço” na sua vida.

Para além do Festival dos Capadores e do “escarafunchanço” do “Badalhoco” com as porcas parideiras, este dia vai também contar com uma noite musical abrilhantada pela desgarrada a realizar pelo conjunto de tocadores de bucho de porco seco e sanfonas de bofe de porco.

A gastronomia da região também não foi esquecida e no bar gourmet poderá encontrar tripa de porco assada com trufas brancas, túbaros de porco com feijoca e foie gras, rinzada de ervas da provença e rúcula, bucho recheado com caviar e jalapeños, orelha de porco com queijo ricotta e croutons e ainda de uma maravilhosa sobremesa de serrabulho doce com frutos silvestres e líchias.

Para além do programa de festas previamente estabelecido, se o Toino Chico Zarolho gostar do vinho tinto do Hilário Pachaxa, podem também contar com uma belissíma sessão de violência doméstica sem qualquer tipo de discriminação. “Nisso, o Toino Chico Zarolho é uma pessoa como deve ser…tanto arreia na mulher, como nos filhos, como na sogra.

Ele gosta deles todos por igual”, acrescentou o capator mor de Farilheiros, que ao terminar a nossa entrevista gritou palavras de ordem como “abaixo a inseminação artificial” e “barrascos e badalhocos unidos jamais serão vencidos. Bem haja a esta gente que, por carolice, se esforça e dedica por manter algumas das mais belas tradições do nosso país.

>Showcookin​g na Feira do Porco Alentejano

>

A V Edição da Feira do Porco Alentejano, em Ourique, vai receber a visita do Chef Vítor Sobral
e de Oliveira da Serra, para a realização de um showcooking subordinado ao tema “Sabores do
Porco Alentejano”.

A acontecer no dia 26 de Março, às 17h, o Chef irá demonstrar como se pode elaborar
deliciosos pratos de Porco Alentejano com Azeite, resultando em verdadeiras
iguarias para oferecer aos seus convidados lá em casa!

Camacha recebeu "Função do Porco"

O Largo da Achada, na Camacha, concelho de Santa Cruz, na ilha da Madeira, acolheu algumas centenas de curiosos que não quiseram perder a ‘Função do Porco’. O animal chegou sem vida aquele recinto no centro da freguesia. A Casa do Povo da Camacha relembrou uma tradição da quadra natalícia, que caiu em desuso.

A ‘Função do Porco’ integrou o programa de festividades de Natal, na Camacha.
Trata-se de um programa diversificado, que se prolonga até ao dia de Santo Amaro, com destaque para as actuações de agrupamentos culturais e grupos folclóricos da freguesia, após as missas do parto, um Auto de Natal e o Cantar dos Reis.

Nas instalações da Casa do Povo, os visitantes podem conhecer diversos trabalhos alusivos ao Natal, entre eles uma ‘lapinha’ tradicional, elaborada pelo grupo folclórico da Casa do Povo.

Destaque ainda para uma exposição de imagens de Meninos Jesus. Uma colecção de José Filipe Araújo.
A exposição pode ser visitada todos domingos, entre as 12 e as 13h30. Às segundas, quartas, sextas e sábados as portas abrem das 19h30 às 21h30.

Ver vídeo aqui

Feira Gastronómica do Porco (Boticas)

Nos dias 14, 15 e 16 de Janeiro de 2011, Boticas promete voltar a transformar-se num local de “romaria” obrigatória, por ocasião da realização da Feira Gastronómica do Porco, um certame que conta com organização da Câmara Municipal de Boticas e que cumprirá a sua XIII edição, a ter lugar, como habitualmente, no Pavilhão Multiusos.

Desde a sua primeira edição e ao longo dos anos, o certame tem vindo a registar um assinalável sucesso, mantendo-se fiel aos princípios que levaram à sua instituição, que passam pela defesa intransigente dos interesses do mundo rural barrosão e pela preservação, valorização e divulgação dos produtos da agricultura e da pecuária locais, de genuína qualidade, respondendo às mais modernas exigências e procurando alargar a oferta em termos de turismo gastronómico na região e até no norte do país, um turismo cada vez mais exigente e em considerável expansão nos últimos anos.

Ao longo dos tempos, a Feira Gastronómica do Porco atingiu tal dimensão que ganhou o direito a ser considerada um evento de grande significado para a economia local, em especial para aqueles que continuam a criar o porco e a fazer os enchidos da forma tradicional e que encontram nesta feira oportunidades de negócio únicas e o reconhecimento da qualidade dos seus produtos.

O modelo seguido por este certame nas suas anteriores edições, com uma aposta clara na gastronomia, em paralelo com a venda de produtos, tem sido a verdadeira “receita” do seu sucesso, motivo pelo qual se continuará a manter, continuando a Feira Gastronómica do Porco a procurar “marcar pela diferença” em relação aos outros eventos do género que se realizam na região, apostando na promoção da gastronomia do concelho e dos seus pratos tradicionais, confeccionados à base da carne de porco e do fumeiro.

Ver artigo completo aqui

Posto Zootécnico de Malhadas é o novo desafio da Autarquia Mirandesa

Criar uma unidade de investigação para raças autóctones é o que pretende a Câmara Municipal de Miranda do Douro com o Posto Zootécnico de Malhadas(PZM). Segundo o edil mirandês, Artur Nunes “ é fundamental a revitalização deste equipamento para o apuramento de raças autóctones da região”.

Sendo o concelho rico em raças autóctones, a bovina mirandesa, a ovina churra galega mirandesa, a asinina mirandesa e o porco bísaro “faz todo o sentido apostar numa unidade de investigação”, sublinha o autarca, acrescentando que para que este projecto tenha sucesso “ é importante criar parcerias com instituições como a Universidade de Trás-os-Montes e Alto-Douro e o Instituto Politécnico de Bragança, entre muitas outras”, refere.

Esta é também uma medida para combater a crise na região e reforçar a ideia que é necessário “revitalizar o sector pecuário e apoiar os agricultores”, diz Artur Nunes.

Segundo o presidente da Câmara já foram efectuados “alguns contactos importantes, como o Ministério da Agricultura, associações de agricultores, das raças autóctones e todos eles apoiam esta iniciativa”, sustenta.

Recordo que o PZM foi criado em 1913 e ao longo dos tempos foi perdendo alguma importância, agora a autarquia mirandesa pretende ali criar uma unidade de investigação para as raças autóctones de forma a revitalizar este equipamento, apoiar as associações de criadores, produtores, agricultores e ao mesmo tempo fazer crescer a economia agrícola local.

Gamado aqui

Matança do Porco (Marmeleiro)

O Centro Cultural e Social do Marmeleiro vai promover nos dias 4 e 5 de Dezembro uma velha tradição de Portugal. 

A localidade e sede de freguesia, Marmeleiro, no concelho da Guarda, vai realizar a tradicional matança do Porco, no dia 4 de Dezembro, dia em que terão lugar as primeiras provas e degustações.

Esta é uma iniciativa aberta a toda a comunidadee onde todos poderão participar. O almoço da matança será servido no dia 5 de Dezembro.