Archive for the ‘Petiscos’ Category

Feira de S. Mateus 2011 (Viseu)

De 14 de Agosto a 21 de Setembro, vai decorrer mais uma edição da Secular Feira de São Mateus, que tem uma história de 619 anos.

Os ingleses James são o nome mais sonante a actuar na 619ª edição da Feira de S. Mateus em Viseu.

A secular feira apresenta este ano alguns nomes sonantes no seu cartaz, com a nova direcção do certame a apostar também em estilos musicais à muito arredados do palco da feira, nomeadamente o rock, aproveitando ainda para começar a trazer artistas internacionais até aos viseenses.

No mês de Agosto actuam no palco da Feira de S. Mateus, Tony Carreira (15), James (20), Aurea (21) e Pedro Abrunhosa (27) entre outros.

Para além dos espectáculos que vão do folclore, ao rock e à música popular, a Feira de S. Mateus oferece aos visitantes durante seis semanas uma panóplia de exposições, provas desportivas e um espaço de tasquinhas e restaurantes.
Anúncios

>Concurso de Gastronomia na Ilha de S. Jorge

>

A recuperação de receitas tradicionais é o principal objectivo do concurso de gastronomia promovido pelo Núcleo Empresarial de S. Jorge (NESJ), que conta com a participação de cerca de duas dezenas de restaurantes desta ilha.

“Os restaurantes de S. Jorge vendem o comum dos pratos que comemos em qualquer parte do mundo, esquecendo-se de promover a tradição desta ilha, que é o que os turistas procuram”, afirmou João Paulo Oliveira, responsável do NESJ, em declarações à Lusa.

O NESJ, que integra a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH), pretende com esta iniciativa incentivar os restaurantes locais a servirem receitas tradicionais, como “os inhames com linguiça ou com torresmos, a sopa de peixe ou, nas sobremesas, as célebres ‘espécies’”.

As ‘espécies’, com a forma de uma ferradura, são cozidas no forno e a receita envolve o uso de pão ralado e canela embrulhadas em farinha, sendo uma das especiarias gastronómicas locais mais procuradas pelos turistas.

Este doce é produzido em casas particulares e pode ser encontrado no comércio local, assegurando João Paulo Oliveira que “ainda há quem tenha as receitas antigas, que não se podem perder”.

O responsável do NESJ frisou ainda que “a sopa de peixe em S. Jorge é diferente da que se serve no Pico”, especificando que, em S. Jorge, “o caldo é servido em pão de milho e o peixe vem à parte”.

“As receitas passaram dos nossos avós para os nossos pais, mas já não passaram para nós que somos os netos”, lamentou João Paulo Oliveira, defendendo que é chegada a altura de “mudar de atitude”.

Para João Paulo Oliveira, “se queremos alguma qualidade no turismo, a mesa não pode estar de fora”.

O concurso vai decorrer entre 2 e 17 de Abril e integra a Feira de Gastronomia ‘Sabores da Inovação – S. Jorge Best Food Awards 2011’.

A iniciativa está aberta à participação de particulares detentores de receitas tradicionais, algumas das quais esquecidas ou guardadas nas gavetas ou na memória, sendo premiada a criatividade, inovação, autenticidade regional, apresentação e sabor gastronómico.

As receitas devem ser de autoria exclusiva dos participantes, ficando automaticamente desclassificadas aquelas já publicadas. As inscrições terminam no dia 14 de Março.

Cada participante poderá enviar uma receita, para o Núcleo Empresarial de São Jorge, em cada uma das categorias: Entrada, Prato de Carne, Prato de Peixe e Sobremesa. As receitas devem ser de autoria exclusiva dos participantes, ficando automaticamente desclassificadas aquelas já publicadas.

No dia 17 de Março, o júri, composto por profissionais da Escola de Formação Turística e Hoteleira, fará a selecção das quatro receitas vencedoras.Os vencedores ganham a oportunidade de frequentar um curso de cozinha, e quatro prémios individuais.

O Concurso antecede a Feira de Gastronomia “Sabores da Inovação – São Jorge Best Food Awards 2011”, que vai decorrer nos restaurantes de São Jorge entre 02 e 17 de Abril.

>Festa da Primavera (Candal)

>

A Aldeia do Xisto do Candal vai dar as boas-vindas à Primavera nos dias 26 e 27 de Março.
Os cheiros, as cores e os sabores regressam à serra da Lousã.
Pelo terceiro ano consecutivo realiza-se a Festa da Primavera, um despertar depois de um Inverno longo e por vezes rigoroso.
Nesta festa participam moradores e visitantes. Há Jogos Tradicionais, Workshops de Pão, Flores secas, Escultura em papel, Hora do Conto, música e ainda um momento de limpeza da aldeia.
Aproveite para experimentar os cheiros e sabores dos produtos endógenos da Serra da Lousã, ver as cores primaveris!
A Festa da Primavera é para todos, por isso mesmo, todas as actividades serão realizadas em local acessível.


Programa:
Sábado
Das 14h às 17h30: Trabalho ao vivo, com a confecção de broa num forno da aldeia
Das 14h às 15h30: Iniciativa “Vamos limpar o Candal”
15h30: Lanche oferecido aos participantes na limpeza da aldeia
17h30: Workshop de escultura em papel; Yoga na natureza; e Jogos tradicionais na Eira
17h30: Música na esplanada com a actuação do cantor Ramiro Simões
19h: Encerramento das actividades

Domingo
Das 14h às 16h: Confecção de broa num forno da aldeia
Das 15h às 16h: Hora do conto na Eira
Das 16h às 18h: Workshops: Piro-gravura; Colagem de flores secas
16h: Jogos tradicionais na Eira
19h: Encerramento das actividades

NOTA: É necessário inscrição para participar nas actividades “Vamos limpar o Candal”; Yoga na natureza e para os workshops de Escultura em papel; Piro-gravura e Colagem de flores secas.

Gamado, aqui.

>Festival Gastronómico do Lagostim de rio (Ferreira do Zêzere)

>

O festival do Lagostim de Rio decorre durante o mês de Abril em Ferreira de Zêzere e começa a tornar-se numa referência nacional e de ano para ano tem-se assistido a um crescendo de receitas e novas formas inovadoras de confeccionar esta iguaria.

O lagostim do rio, um crustáceo que infesta várias zonas ribeirinhas da albufeira de Castelo de Bode, vai ser ao longo de Abril, em seis restaurantes de Ferreira do Zêzere, a matéria-prima do primeiro festival gastronómico que lhe é dedicado pela autarquia.

O objectivo é múltiplo: além de dar a conhecer as qualidades nutritivas e de paladar do lagostim, bastante apreciadas em alguns países do Norte da Europa, os promotores pretendem combater a praga de lagostins que afectam outras actividades; em simultâneo podem ser criadas oportunidades de ocupação, já que da recolha dos crustáceos poderá resultar uma actividade económica viável entre sectores da população se a procura gastronómica aumentar na região…

É uma oportunidade para provar o melhor Lagostim de Rio do País, proveniente das águas puras do Zêzere, ao mesmo tempo que se contribui para o equilíbrio do ecossistema fluvial.

Gamado, aqui.

>Feira do Tordo (Mascarenhas)

>A aldeia de Mascarenhas, no concelho de Mirandela, vai acolher a XI Feira do Tordo nos dias 19 e 20 de Fevereiro de 2011.

A freguesia de Macarenhas situa-se no concelho de Mirandela. Esta terra milenar distingue-se pelos seu produtos tradicionais: a azeitona e seus derivados, a cereja, o figo, bem como o vinho. A sua gastronomia envaidece-se pelos seus sabores, em muito ligados a produtos de caça.

A sua Mostra Gastronómica de Pratos de Caça já são afamadas no nordeste transmotano.

Além da comercialização desta espécie cinegética muito apreciada, o certame visa promover todos os demais produtos da região.

Gamado, aqui.