Archive for the ‘Província do Algarve’ Category

Rota do Petisco (Portimão)

imagem daqui

“A julgar pela adesão dos primeiros dias, a Rota do Petisco de Portimão está a ter grande recetividade e muita gente já aceitou o desafio de partir à descoberta dos melhores sabores da gastronomia e da doçaria locais em 23 restaurantes e oito pastelarias, a preços anti-crise.

Esta iniciativa da Associação Teia D’Impulsos, que tem o apoio da câmara de Portimão e decorre até 2 de outubro, pretende estimular um percurso pelo centro da cidade e Praia da Rocha, na degustação de variadas ementas, tendo por base os produtos locais.

O preçário é assumidamente popular, pois a modalidade “petisco” é composta por um prato e uma bebida por 2,5 euros, enquanto a modalidade “doce regional” inclui uma sobremesa e bebida, com o preço de dois euros, estando sempre disponíveis algumas alternativas à bebida proposta no menu de cada estabelecimento.

Algumas das especialidades ao dispor são as papinhas de berbigão, a feijoada de lingueirão, a açorda com filete pirilau ou a salada de ovas, que podem ser acompanhadas por vinhos da Região Vitivinícola de Portimão e rematadas pela doçaria de inspiração regional, de que são exemplos o bolo de alfarroba, o doce fino ou o Dom Rodrigo.” (sacado daqui)

Via Algarviana dá novos passos em frente

“A Via Algarviana, um percurso pedestre e ciclável, com 300km, que liga o interior do Algarve, de Alcoutim ao Cabo de São Vicente, vai passar a ter nova sinalética, rotas temáticas e percursos áudio-guiados.

A segunda fase do projecto, ontem apresentada, consistiu em “dotar a via de tudo aquilo que ela ainda precisava, novas infra-estruturas, estratégias de promoção e um novo modelo de gestão”, explicou à Lusa Anabela Santos, coordenadora do projeto e membro da Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve.”

“Para esta nova etapa, a Almargem conta com a parceria de onze municípios, da Entidade Regional do Turismo do Algarve e da Associação de Turismo do Algarve. Entre Janeiro e Junho de 2010, mais de 600 pessoas percorreram esta via que está numa fase de consolidação e a ganhar adeptos. A segunda fase, apresentada na sede Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional, em Faro, representa um investimento de 1,4 milhões de euros e beneficia de um financiamento de 950 mil euros de fundos europeus. Os outros 512 mil euros serão repartidos pela Almargem e pelos parceiros.” (sacado daqui)

Festival do Berbigão em Figueira (Portimão)

O Festival do Berbigão regressa à localidade de Figueira, concelho de Portimão, onde se irá celebrar o bivalve na gastronomia algarvia.

Massa de berbigão, arroz, papas, rissóis, ou berbigão ao natural, confeccionado no momento, são algumas das iguarias disponíveis na 9ª edição do Festival do Berbigão, que decorre no fim de-semana de 10 e 11 de Setembro, no Polidesportivo da Figueira.
A animação musical também não vai faltar. O primeiro dia inclui um baile com a Banda Atlantis e o espectáculo ‘Vânio Show e as Namoradinhas do Brasil’. Já no domingo, o último dia do evento, após a actuação da organista e vocalista Vera Lúcia, a música tradicional ficará a cargo d’Os Amigos da Figueira. 
Este festival tem origem na tradição da população local em manter uma forte ligação com a apanha do berbigão na Ria de Alvor, meio de sobrevivência para muitas famílias que dependiam dessa actividade.

O certame vai decorrer entre as 19h00 e as 01h00, e a entrada custa 3 euros, com direito a um pires de berbigão, numa organização da Sociedade Recreativa Figueirense.

Gamado, aqui.

Arraiais do Mundo

No âmbito dos Arraiais do Mundo (2 a 4 de Setembro), a Associação PédeXumbo, em colaboração com a Câmara Municipal de Tavira, apresenta uma nova criação artística, resultado de uma residência franco-portuguesa a decorrer neste mês de Agosto: o projecto Extravanca! dedicado ao repertório algarvio.               

Juntamos músicos como os acordeonistas João Frade e Guy Giuliano (Dites 34) e o coreografo António Tavares (Opera Crioulo, Jus Soli, SOBREtudo, Fou-Naná) e a bailarina Inês Melo Campos.
                   
Porque hoje a cultura popular evoluí sem esquecer as suas raízes, raízes captadas por muitos, como Michel Giacometti na série “Povo que Canta” ou mais recentemente Tiago Pereira na “Sinfonia                Imaterial”.

Ver informação completa aqui

Festas do Pescador em Albufeira

Albufeira dedica o primeiro fim de semana de setembro às Festas do Pescador, que traduzem o espírito de uma terra, outrora vila piscatória.

Há 14 anos, que a população se junta nesta data para conviver em redor de uma mesa farta de iguarias típicas da região e sonoridades portuguesas. Este ano o evento regressa à Praça dos Pescadores, de 2 a 4 de setembro, com 28 associações locais a apresentarem os mais variados petiscos e doçaria.

Os visitantes podem apreciar pratos típicos algarvios ligados ao mar, desde os carapaus alimados ao marisco, sem esquecer os choquinhos com tinta ou o xerém com conquilhas. Para sobremesa será possível degustar doces como os dom-rodrigos, os bolos de alfarroba ou amêndoa, e os Farrobitos® de Albufeira.

Na primeira noite, pelas 21h30, os acordeonistas Rodrigo Maurício, Francisco Saboia, Nelson e Fernando Amores vão exibir a sua arte, num serão inteiramente dedicado a este instrumento típico da região.

No sábado, dia 3, a atuação dos Ranchos Folclórico Infantil de Albufeira, Folclórico e Etnográfico do Pego (Abrantes), Folclórico Camponeses de S. Francisco (Alcochete) e Grupo Folclórico da Madalena (Vila Nova de Gaia).

No domingo, pelas 22h00, o ator e humorista Marco Horácio veste a pele da personagem Rouxinol Faduncho para interpretar algumas figuras caraterísticas da sociedade portuguesa, ligadas ao mundo do fado bairrista.

Gamado, aqui.

Festival Flamenco de Lagos

Há 10 anos que o Centro Cultural de Lagos recebe no mês de Setembro, o Festival de Flamenco. Este festival, pioneiro em Portugal converteu-se num dos festivais de flamenco mais importantes fora de Espanha e recebe anualmente 3 espectáculos nos dias 15,16,17 de Setembro, nos quais estão representadas as distintas artes do flamenco: frágua, piano, cajón, guitarra, canto e baile. Guitarras mágicas com identidade própria, baile de beleza e paixão e sobretudo vozes carregadas de emoção e festa.

Gamado, aqui.

Festival Adentro com World Music em Faro

A 2 e 3 de Setembro 2011, sexta e sábado, realiza-se 1ª Edição do Festival Adentro na Cidade Velha de Faro.

• Os Claustros do Museu e o Largo Afonso III, recebem esta 1ª Edição do Festival com um alinhamento musical que traz, gratuitamente, à zona histórica da cidade músicas do mundo.

A programação inclui várias actividades a acontecer entre as 19h00 e as 02h00, de destacar, a Feira de Artesanato Contemporâneo e produtos reciclados, Sessões de Contos com os Piratas de Alexandria e a Orquestra de Ritmo do Algarve. O alinhamento musical trará exaltação e surpresa, com os Italianos Anónima Nuvolari a abrirem o Festival nos Claustros do Museu, 6ª feira, dia 2, às 22h00. A actuação deste grupo constituído por 5 italianos a residirem em Portugal, caracteriza-se pela boa disposição e pelo gosto comum de divulgar a herança musical italiana que resulta num “cabaret musical”, criando um ambiente amigável e relaxante.

Às 23h00 entram em acção e pela 1ª vez em Portugal no Palco Afonso III, os colombianos La Chiva Gantiva. Este grupo radicado em Bruxelas tem sido elogiado pela crítica estando o seu último trabalho a ser produzido pelo produtor Richard Blair, que trabalhou com Peter Gabriel. Os La Chiva Gantiva misturam os ritmos da Cumbia e da salsa com outros ritmos quentes menos conhecidos como a Champeta, Chirimia e Mapalé. Levados pelo desejo de elevarem as suas raízes e de reproduzirem o melhor que podiam o folclore Colombiano, bem como de mudarem a imagem generalizada dos “Latinos”, os La Chiva Gantiva usam instrumentos tradicionais como a Tambura, o Alegre e Maracones. As suas influências não passam apenas pela música tradicional colombiana e podemos ouvir nas suas canções um pouco de Funk, jazz, Afro beat e claro, o rock.

No Sábado pelas 22h00, os Claustros do Museu recebem Frankie Chavez. Conjugando diferentes tipos de sonoridades, reflectindo as influências musicais que ficam das suas viagens. O resultado é um Blues/Folk composto por ambientes limpos e por outros mais crus e psicadélicos. Apesar de se identificarem diferentes influências musicais, (Robert Johnson, Jimi Hendrix, Kelly Joe Phelps, Ry Cooder) é difícil encontrar num único termo a definição para a sua música.

Os espanhóis La Selva Sur fecham o Festival às 23h00 no palco do Largo Afonso III, com a apresentação do seu 1º Cd “La Gran Orquesta Kamástronica de la Zanfoña Galáctica”. A actuação propõe uma viagem por Havana, New Orleans, Londres, Belgrado, Bucareste e Jerez, um concerto de festa ao ritmo do swing, reaggea, ska, salsa, rap e tudo o que mais se possa imaginar. Os Dj’s Pargana e NoWay DJ completam o programa do Festival.

A organização do evento está a cargo da Câmara Municipal de Faro e da Blind Note, Lda.

Gamado, aqui.