Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Cabras contra incêndios e pela economia (Serra d´Aire)

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros

Serra d´Aire (imagem daqui)

“Quercus avança este mês com o trabalho “no terreno” para a preservação dos habitats da Serra de Aire. Promoção do pastoreio, prevenção de fogos e dinamização da economia local são as apostas do programa Habitats Conservation, lançado em Janeiro deste ano e comparticipado pelo programa Life+ da União Europeia.
A intervenção, que terá lugar nas freguesias de Fátima, concelho de Ourém, e Pedrógão, concelho de Torres Novas, prevê o pastoreio com 400 cabras e o controlo selectivo da vegetação por processos mecânicos. Associado a estas acções está o incentivo para a dinamização de actividades económicas que vão de encontro ao objectivo de conservação.
(…) A colheita e comercialização sustentáveis de plantas aromáticas, medicinais e condimentares e a certificação biológica de produtos como o cabrito e o queijo são parte do plano de “criação de uma economia de simbiose” que preserve os habitats e, ao mesmo tempo, melhore a qualidade de vida da população interveniente. (…) (sacado daqui)

Anúncios

Feira de Agosto, Turismo e Ambiente em Grândola

São seis dias para descobrir os encantos do Alentejo Litoral. De 24 a 29 de Agosto, aquela que é considerada uma das maiores feiras dos País, regressa ao Parque de Feiras e Exposições de Grândola, com 3 palcos de espectáculos, e mais de 400 expositores que dão a conhecer a oferta turística e os diversos sectores económicos da região, os produtos regionais, o artesanato e a gastronomia.

Diariamente há espectáculos no palco Principal, no palco Bar, e no palco Jardim.

Os destaques vão para os concertos no palco principal com os Homens da Luta (dia24), Expensive Soul & Jaguar Band (dia 25), Zeca Sempre – tributo a Zeca Afonso com Olavo Bilac, Nuno Guerreiro e Tozé Santos ( dia26), The Gift (dia 27), Festival de Folclore ( dia 28) e Tony Carreira (dia 29).

No palco Bar destaca-se o espectáculo Bob Reggae- Tributo a Bob Marley (dia 28) e no palco Jardim o espectáculo de Stand-Up Comedy com Serafim, o contador de histórias (dia 24).


À semelhança das duas últimas edições, a sexta-feira (26) será o Dia do Emigrante. São esperadas mais de duas centenas de emigrantes e ex-emigrantes para um lanche convívio.

Espaços a visitar são os Pavilhões de Expositores, a Zona de Artesanato, o Jardim das Associações e Produtos Regionais, o recinto da Feira Franca, a Zona dos Divertimentos e a Zona das Tasquinhas que dá a conhecer os melhores sabores do Alentejo.

Momentos altos da Feira são também o 15º Festival Hípico e a Corrida de Toiros com Luís Rouxinol, Sónia Matias e Marcos Tenório Bastinhas.

O Município de Grândola volta a disponibilizar gratuitamente dois “Comboios do Lotas” que efectuam o trajecto entre a Feira de Agosto e vários pontos estratégicos da vila.

A Feira de Agosto, Turismo e Ambiente é uma Zona Wi-Fi e tem entrada livre.

Gamado, aqui.

>Feira de Artesanato da Maia

>

Vai decorrer de 02 a 11 de Julho a “15ª Feira de Artesanato da Maia”. Esta iniciativa da Câmara Municipal da Maia, vai reunir perto de duas centenas de artesãos de todas as regiões portuguesas e um forte contributo para a animação da cidade.

O evento do ano passado contou com 150 participantes e foi visitado por 217.452 pessoas. A presença maciça mostra a importância do acontecimento para as entidades ligadas ao artesanato. O certame propícia a troca de experiências e a possibilidade de mostrar e vender o trabalho desenvolvido ao longo do ano.

Gamado, aqui.

>Começou a época balnear!

>

Bandeira Azul (imagem daqui)

Começa hoje oficialmente a época balnear, isto é, o período determinado pela lei para haver vigilância nas praias por parte de nadadores-salvadores, embora, honrando a nossa boa “tradição”, haja municípios que a iniciaram em Maio por sua própria conta e outros que contam começá-la lá mais para a frente (o que se pode compreender pelas diferenças de afluência de público).
Entretanto, parece que lideramos nas bandeiras azuis!

 “Pela primeira vez ultrapassamos as 250 praias” considerou José Archer, presidente da Associação Bandeira Azul da Europa, que acrescentou que “este ano há a registar a entrada de 12 novas praias, 28 regressos e 10 praias que deixaram de ter o galardão”.

“Temos 560 praias e metade tem bandeira, o que nos coloca em primeiro a nível mundial”, frisou.

Segundo José Archer, “o número é um recorde nos 25 anos da existência da Associação Bandeira Azul na Europa e representa cerca de metade de áreas balneares designadas, a maior percentagem a nível europeu”. (sacado daqui)

As 271 praias que este ano vão hastear a bandeira azul, 265 são costeiras e seis fluviais, estão distribuídas por 73 municípios.

As 12 zonas balneares que este ano são distinguidas pela primeira vez estão localizadas nos concelhos de Vila do Cone (2), Matosinhos (2) Sever do Vouga, Cascais, Lagoa, Albufeira, Loulé e no arquipélago dos Açores (3).

As 10 praias que perderam este ano o galardão estão localizadas nos concelhos de Matosinhos, Murtosa, Penela, Guarda, Almada (2), Gavião e Madeira (2).

>O seu a seu dono

>

Manuel Vilhena (Gasolim)

Por lapso, e ao contrário do que nos é habitual, a autoria da foto que ilustra o post da Feira de Garvão passou-nos em branco.
As nossas desculpas a Manuel Vilhena, do blog Gasolim, pelo sucedido.

>Concentração Motard (Brotas)

>

A aldeia alentejana, célebre pela secular romaria ao santuário de Nossa Senhora das Brotas, pelo inteligente desenvolvimento do turismo de aldeia e pela bola de luzes do café, recebe no terceiro fim-de-semana de Maio a sua XV Concentração Motard.

>De regresso da Ovibeja

>

E pronto, cá estamos de regresso da Ovibeja, onde vimos um pouquinho de tudo o que há de melhor no nosso país. E até tivemos a sorte de não nos encontrarmos com nenhum líder partidário em pré-campanha eleitoral – mas escapámos por pouco! Em vez disso, cruzámos, por exemplo, com excelentes exemplares da raça de touros Limousine.
Nos próximos dias teremos aqui os nossos pontos de vista sobre a grande festa do mundo rural alentejano e nacional – e também os pontos de vista das pessoas com quem nos cruzámos, por esse Alentejo fora.