Archive for the ‘Doçaria’ Category

>Vale de Cambra: Padarias e pastelarias desafiadas a criar doce “típico do concelho”

>

Os resultados (e os doces) serão apresentados no decorrer da VIII Mostra Municipal de Gastronomia, Artesanato e Vinhos, concretamente no dia 5 de Junho.

A Câmara Municipal de Vale de Cambra e a ACIC – Associação Comercial e Industrial de Vale de Cambra lançaram um concurso de ideias destinado a seleccionar um doce associado à tradição gastronómica do concelho e da região.

A castanha, o mel e o queijo, produtos de reconhecida importância no contexto do desenvolvimento económico e turístico de Vale de Cambra, deverão ser os protagonistas das receitas a submeter ao “paladar” do júri, que divulgará os resultados no decorrer VIII edição da Mostra Municipal de Gastronomia, Artesanato e Vinhos, no dia 5 de Junho, altura em que também serão entregues os prémios.

O objectivo da iniciativa, dirigida às padarias e pastelarias, é, mesmo, “criar um produto de referência para a produção intensiva e respectiva comercialização, que possa ser uma referência do concelho na área da doçaria, agindo como agente de promoção associado à marca “Vale de Cambra”, a exemplo do que já acontece com outros produtos noutras localidades do país”.

A citação é retirada do regulamento do concurso, o qual determina que as inscrições estão abertas até às 17.30 horas do próximo dia 20. A ficha de inscrição, assim como o regulamento, está disponível no Serviço de Apoio ao Munícipe. Cada concorrente pode apresentar até três trabalhos a concurso.

Depois de preenchida, a ficha de inscrição deve ser entregue no Serviço de Apoio ao Munícipe, acompanhada da indicação do(s) ingrediente(s) referenciados como produtos obrigatórios (queijo, castanha e mel), bem como uma memória descritiva sobre a forma como consideram que esse bolo é representativo do concelho de Vale de Cambra, tendo em conta a sua história e o património.

Ver artigo completo aqui

Anúncios

>Feira do Pão e Doçaria de Montemor-o-Novo

>

A 8ª Feira do Pão e Doçaria de Montemor-o-Novo é organizada pela Câmara Municipal de Montemor-o-Novo e tem como objectivo a promoção e valorização da Gastronomia Alentejana.

Este evento decorre nos dias 6, 7 e 8 de Maio de 2011 no Pavilhão de Exposições de Montemor-o-Novo, que funcionará como espaço gastronómico, de entrada livre, aberto ao público no seguinte horário:
Dia 6 (6ª feira) – 18h00 – 23h00
Dia 7 (Sábado) – 10h00 – 23h00
Dia 8 (Domingo) – 10h00 – 20h00

Podem participar neste certame panificadoras, padarias, pastelarias e outras entidades que se enquadrem no tema da feira. As inscrições poderão ser feitas até dia 15 de Abril.

No sábado, dia 7, inserido na 8ª Feira do Pão e Doçaria de Montemor-o-Novo, irá realizar-se um Concurso de Doçaria Conventual.

Estará também presente uma exposição que este ano terá como tema as especiarias utilizadas na doçaria.
Para além de tudo isto iremos contar com muita animação ao longo dos três dias em que decorre o certame.

Gamado aqui

>Espaço Bairrada com exposição e venda de produtos regionais

>

O Espaço Bairrada, na antiga estação de comboios da Curia, passou a incluir na sua exposição permanente a venda artesanato.

Estão patentes trabalhos de duas dezenas de artesãos de Anadia, Águeda, Aveiro, Cantanhede, Coimbra, Mealhada, Oliveira do Bairro e Vagos.

Os visitantes podem encontra olaria, cerâmica, azulejaria, pintura, cestaria, trabalho em madeira e pedra de ança, bordados e macramé, tapeçaria em tear, uso de trapilho, elaboração de registos, trabalhos em cera fria, louças artísticas, assim como as novas tendências de artesanato jovem também designado como artesanato urbano.

A Associação Rota da Bairrada pretende potencializar a atividade artesanal da região.

Gamado aqui

>Doçaria Conventual autêntica em Portalegre

>

A Câmara Municipal de Portalegre apresenta a XI Feira de Doçaria Conventual de Portalegre que se realiza de 1 a 3 de Abril no claustro do Convento de Santa Clara.

Ao longo de 3 dias, o Convento de Santa Clara em Portalegre será o sítio ideal para encontrar os verdadeiros doces conventuais, confeccionados com ingredientes de elevada qualidade e segundo as receitas ancestrais que perduraram ao longos dos anos até aos dias de hoje, e que garantem que o sabor dos doces seja o mais genuíno e autêntico.

Toucinho-do-céu, Lampreia de Amêndoa, Rebuçados de ovo, Manjar Branco, Queijo Dourado, Fartes, Leite Serafim e Pasteis de Santa Clara são alguns dos doces dos Conventos de Portalegre que se podem comprar nesta feira e que conta também com a presença de doces conventuais e licores de outras regiões do país. Estarão ainda presentes vários países representados por Conventos franceses, alemães, espanhóis e italianos.

A par da Doçaria Conventual mais genuína, decorrerão várias actividades e muita animação. Realiza-se o Concurso de Doçaria Conventual que irá eleger o melhor doce da feira e demonstrações ao vivo de Doçaria pela Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre. Nos Laboratórios do Gosto, saboreia-se e aprende-se tudo sobre doces conventuais.

Na livraria vão estar os melhores livros de culinária e de doçaria e grupos culturais da cidade encarregam-se de animar a festa. A Exposição “A Arte de bem iluminar – do Azeite ao LED” mostra o percurso da iluminação utilizada nos Conventos desde a antiguidade até aos dias de hoje.

As crianças também terão o seu espaço na Feira de Doçaria de Portalegre: O Atelier infantil “Mãos na massa” que vai permitir aos mais pequenos vestirem os hábitos de freiras e monges, e adquirirem um conhecimento mais aprofundado sobre o património cultural e gastronómico e sobre os doces conventuais, explorando o mundo dos sentidos, ao mesmo tempo que metem as mãos na massa.

A XI Feira de Doçaria Conventual de Portalegre é organizada pela Câmara Municipal de Portalegre, pela Associação Comercial de Portalegre e pelo TRIURBIR – Triângulo Urbano Ibérico Raiano, e tem o apoio Cientifico e técnico da QUALIFICA – Associação Nacional de Municípios e de Produtores para a Valorização e Qualificação dos Produtos Tradicionais Portugueses responsável pela elaboração do Regulamento Geral do evento e do Concurso de Doçaria assim como o controlo da qualidade dos produtores e produtos expostos e ainda pela realização dos Laboratórios de Gosto.

Gamado, aqui.

>Tasquinhas de Rio Maior 2011

>

A Feira das Tasquinhas, que este ano se realiza entre o dia 1 e 10 de Abril de 2011, é por excelência uma forma de reencontro com o passado. Um reencontro que nos refresca a memória e nos lembra que afinal as pizzas e os hamburgers não nasceram neste pedacinho de Europa à beira-mar plantado.

Porque a gastronomia reflecte os modos de vida e a economia dos povos, aqui estão representadas as 14 Freguesias do Concelho (através de colectividades), cada uma igual a si própria. Recriaram-se espaços, pratos e saberes guardados nas memórias das avós.

Os que aí nos servem não são profissionais de restauração, são homens e mulheres com as ocupações mais diversas e que, durante estes dias, abdicam dos seus afazeres habituais para, com dignidade, darem o seu contributo a um certame de carácter inigualável. O segredo do sucesso está na receita, que como todas as boas receitas, pauta pela simplicidade. O convívio, o calor humano, a gastronomia local e o vinho, são alguns dos ingredientes que a compõem e que pode esperar encontrar.

Gamado aqui

>Concurso de Gastronomia na Ilha de S. Jorge

>

A recuperação de receitas tradicionais é o principal objectivo do concurso de gastronomia promovido pelo Núcleo Empresarial de S. Jorge (NESJ), que conta com a participação de cerca de duas dezenas de restaurantes desta ilha.

“Os restaurantes de S. Jorge vendem o comum dos pratos que comemos em qualquer parte do mundo, esquecendo-se de promover a tradição desta ilha, que é o que os turistas procuram”, afirmou João Paulo Oliveira, responsável do NESJ, em declarações à Lusa.

O NESJ, que integra a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH), pretende com esta iniciativa incentivar os restaurantes locais a servirem receitas tradicionais, como “os inhames com linguiça ou com torresmos, a sopa de peixe ou, nas sobremesas, as célebres ‘espécies’”.

As ‘espécies’, com a forma de uma ferradura, são cozidas no forno e a receita envolve o uso de pão ralado e canela embrulhadas em farinha, sendo uma das especiarias gastronómicas locais mais procuradas pelos turistas.

Este doce é produzido em casas particulares e pode ser encontrado no comércio local, assegurando João Paulo Oliveira que “ainda há quem tenha as receitas antigas, que não se podem perder”.

O responsável do NESJ frisou ainda que “a sopa de peixe em S. Jorge é diferente da que se serve no Pico”, especificando que, em S. Jorge, “o caldo é servido em pão de milho e o peixe vem à parte”.

“As receitas passaram dos nossos avós para os nossos pais, mas já não passaram para nós que somos os netos”, lamentou João Paulo Oliveira, defendendo que é chegada a altura de “mudar de atitude”.

Para João Paulo Oliveira, “se queremos alguma qualidade no turismo, a mesa não pode estar de fora”.

O concurso vai decorrer entre 2 e 17 de Abril e integra a Feira de Gastronomia ‘Sabores da Inovação – S. Jorge Best Food Awards 2011’.

A iniciativa está aberta à participação de particulares detentores de receitas tradicionais, algumas das quais esquecidas ou guardadas nas gavetas ou na memória, sendo premiada a criatividade, inovação, autenticidade regional, apresentação e sabor gastronómico.

As receitas devem ser de autoria exclusiva dos participantes, ficando automaticamente desclassificadas aquelas já publicadas. As inscrições terminam no dia 14 de Março.

Cada participante poderá enviar uma receita, para o Núcleo Empresarial de São Jorge, em cada uma das categorias: Entrada, Prato de Carne, Prato de Peixe e Sobremesa. As receitas devem ser de autoria exclusiva dos participantes, ficando automaticamente desclassificadas aquelas já publicadas.

No dia 17 de Março, o júri, composto por profissionais da Escola de Formação Turística e Hoteleira, fará a selecção das quatro receitas vencedoras.Os vencedores ganham a oportunidade de frequentar um curso de cozinha, e quatro prémios individuais.

O Concurso antecede a Feira de Gastronomia “Sabores da Inovação – São Jorge Best Food Awards 2011”, que vai decorrer nos restaurantes de São Jorge entre 02 e 17 de Abril.

>Mostra Internacional de Chocolate na Ribeira Grande

>

Decorre de 11 a 13 de Março, no Teatro Ribeiragrandense, a II Mostra Internacional de Chocolate dos Açores.

Durante o evento estão programadas várias actividades para animar este certame, que tem como temática o chocolate e todas as suas aplicações e eventuais inspirações.

A mostra pode ser visitadas das 14h às 21h e a entrada é gratuita.