Archive for the ‘Festivais’ Category

Chocalhos – Festival dos Caminhos da Transumância (Fundão)

É a 10.ª edição do Festival dos Caminhos da Transumância, mais conhecido como Chocalhos. A par da descoberta dos trilhos antigos dos pastores está a tradição musical associada àquele instrumento pastoril. O palco é o Fundão, entre 16 e 18 de Setembro.

O festival não vive só de chocalheiros. A animação musical envolve outras tradições, com especial destaque para a redescoberta da gaita-de-foles, instrumento do ciclo pastoril com vincada tradição em Portugal.

A par dos muitos concertos, há passeios, desfiles, conversas, lançamentos de livros e discos, teatro, animação de rua, oficinas e muito mais.

Festival Colombo em Porto Santo

O Porto Santo vai voltar a acolher, entre os próximos dias 15 a 17 de Setembro, o Festival Colombo, iniciativa anual que recria a vida de Cristóvão Colombo na ilha e que pretende animar o final do Verão neste destino madeirense.

O Festival de Colombo surgiu pela primeira vez no ano 2000, baseado na figura histórica de Cristóvão Colombo, com o objectivo de dinamizar e fomentar uma oferta turístico-cultural de qualidade na ilha de Porto Santo.

O ilustre navegador do século XV está intimamente relacionado com a história da Madeira e do Porto Santo, enquanto comerciante de açúcar e pelo seu casamento com Filipa de Moniz, filha do primeiro Capitão Donatário do Porto Santo, Bartolomeu Perestrelo.

Este festival, que encanta turistas e residentes, tem por base a recriação histórica do quotidiano quinhentista, concretamente da época marcada pela passagem de Colombo por aquela ilha.


O programa inclui uma  feira, arruadas, cortejo de recepção de Cristóvão Colombo, guarnição militar, artes circenses, cenas teatrais e animação diversa e constante que inclui música variada e danças europeias e orientais.

A participação da população local e dos turistas na figuração do festival é bem-vinda, sendo disponibilizados, para o efeito, trajes da época devidamente enquadrados no espírito do evento. Simultaneamente, decorrem acções variadas que incluem gastronomia, artesanato e outras actividades, gerando-se uma animação permanente e um alvoroço constante por entre as várias figuras características da época.

Gamado, aqui.

Festival 5 Estrelas na Covilhã

A Câmara da Covilhã em parceria com algumas empresas da cidade organiza durante três dias, de 29 de setembro a 1 de outubro de 2011, a primeira edição do Festival 5 Estrelas, no pavilhão de exposições da Associação de Lanifícios.

As bandas The Gift e Expensive Soul e os DJs Pete Tha Zouk e Pedro Cazanova são as cabeças de cartaz do evento que inclui ainda actividades paralelas ligadas ao desporto, arte e cultura.

Os espectáculos vão decorrer em dois palcos e tendas exteriores, havendo ainda expositores de produtos locais e restauração na zona envolvente.

O festival tem o nome da campanha promocional da Covilhã lançada nos últimos anos pelo município, com o slogan “Cidade 5 Estrelas”.

O Entretenimento representa uma das estrelas do Festival. Todo o espaço outdoor do recinto será constituido por uma grande dinâmica de actividades radicais, diversões, insuflavéis,jogos, um espaço que promote muita animação e diversão.

O Festival 5 Estrelas promete pôr a “Covilhã a mexer” apelando à prática de exercico por uma vida mais activa.

É no espaço outdoor do recinto e durante o dia, que vão acontecer diversas actividades de Fitness e Artes Marciais promovidas pelo Wellness Health Club.

As actividades pretendem incentivar a participação e interacção de público de todas as idades.

A Arte e Cultura também vão estar presentes no Festival 5 Estrelas.

Vários artistas regionais vão ter a oportunidade de apresentar e dar a conhecer os seu trabalhos.

“Show Cooking”, Dança Contemporânea, Teatro e Animação são alguns dos espectáculos que vão com certeza revelar muitos talentos.

O FESTIVAL 5 ESTRELAS 2011 lança um desafio!
De 3 a 13 de Setembro coloca como foto de perfil do teu facebook o cartaz do festival onde os 5 participantes com mais gostos na foto de perfil ganham de imediato:
-Um Ingresso Geral para o festival,
– Uma foto com os The Gift, Expensive Soul, Classificados,
X-Wife como também um autógrafo personalizado dos mesmos
– Uma mesalidade gratuita no ginásio Wellness Club

Programação

29 de Setembro

Palco príncipal
Cortex
X-Wife
DJ Pedro Cazanova
Noise Tribe
Benvinda

tenda redbull
I HERMINIOS – Festival da Tuna Médica da UBI

30 de Setembro

Palco príncipal
Daniela Runa
Osíris
Classificados
Expensive Soul
Alex Martin
The Oliver Brothers

tenda redbull
The Anpers
Kill It With Fire
DJ Pedro Santos

1 de Outubro

Palco príncipal
High Voltage
Rapariga Eletrica
DJ Pedro Cazanova
The Gift
Pete Tha Zouk
Miss Sheila

tenda redbull
Fevo
State Of Soul
DJ Meko
Sti_vo & Frosted
Rajazur

Como Chegar
Coordenadas GPS: 40.272142, -7.496422

Preços

1ª FASE DE VENDA – Edição Especial limitada
Primeiros 500 Ingressos Gerais (3 dias) 20 €
Disponivél nos seguintes Posto de Venda:

Festival de Estátuas Vivas de Tomar

É já nos próximos dias 9, 10 e 11 de Setembro que regressa o Festival de Estátuas Vivas de Tomar.

Depois da primeira edição ter atraído à cidade, o ano passado, cerca de 100 mil pessoas, a organização elevou a fasquia propondo-se contar ainda mais e melhor a História de Portugal e de Tomar através desta arte de rua. Assim, este ano, 37 estátuas vivas, entre as quais os mais antigos homens-estátua de Barcelona e de Madrid, vão apresentar 18 quadros históricos De Viriato ao 25 de Abril.

Nas ruas e jardins de Tomar, mas também no mais imponente dos seus monumentos, vão poder contemplar-se quadros da História nacional e local, representados nas performances dos melhores artistas da quietude. O Milagre das Rosas, o Regicídio ou o 25 de Abril são alguns dos exemplos, mas também poderemos cruzar-nos com uma amena tertúlia entre Nini Ferreira e Fernando Lopes-Graça, duas personalidades decisivas na História mais recente da cidade.
Mais uma vez, não foi esquecida a interactividade com o público, que vai eleger os três melhores quadros.

PROGRAMA:
Dia 9 de Setembro, Sexta-feira
22H00 às 24H00 – Selecção 2010 – 10 das melhores estátuas vivas que se apresentaram na edição do ano passado, repetirão as suas performances entre a Capela de Santa Iria e a Praça da República
21H30 às 24H00 – Abertura da Exposição de Fotografia “Selecção 2010”, de José Matias, na Capela de Santa Iria
21H30 às 22H30 – Ópera no Coreto: “Música das Ruas e Casas de Ópera de Itália”, um concerto dirigido por Brian Mackay, onde se destacam as vozes da mezzo soprano Juliana Mauger e do tenor Frederico Almendra
00H00 às 2H00 – Animação de Esplanadas
Dia 10 de Setembro, Sábado
10H30 às 12H00 – História aos Quadradinhos – Mouchão Parque
15H00 às 24H00 – Exposição de Fotografia “Selecção 2010” – Capela de Santa Iria
16H30 às 19H15 e 22H30 às 00H30 – Festival/Concurso Estátuas Vivas
21H30 às 22H30 – Ópera no Coreto –“ Música dos Salões e das Casas de Ópera de Paris”, dirigido também por Brian Mackay, onde mais uma vez se destacam as vozes da mezzo soprano Juliana Mauger e do tenor Frederico Almendra
00H30 às 2H00 – Animação de esplanadas
Dia 11 de Setembro, Domingo
10H30 às 12H00 – História aos Quadradinhos – Mouchão Parque
15H00 às 19H00 – Exposição de Fotografia “Selecção 2010” – Capela de Santa Iria
16H30 às 19H15 – Festival/Concurso Estátuas Vivas
20H00 – Anúncio das Estátuas premiadas – Praça da República

RECORDAR OS MELHORES DE 2010
O II Festival de Estátuas Vivas de Tomar acrescenta mais um dia, em relação à edição de 2010. Será na sexta-feira à noite, dia 9 de Setembro, que as dez melhores estátuas do ano passado vão voltar às ruas do centro histórico, entre a Rua Marquês de Pombal e a Praça da República.
Luís de Camões, Fernando Pessoa, Marquês de Pombal e a Lavadeira são algumas das estátuas que se podem voltar a apreciar.

HISTÓRIA AOS QUADRADINHOS NUM LUGAR ENCANTADO
Este ano as crianças vão ter uma atenção especial e também a arte da quietude vai dedicar-se a elas. Doze jovens de Tomar vão encarnar figuras da banda desenhada, desde a Pocahontas ao Pinóquio, do Capuchinho Vermelho ao Robin dos Bosques, num lugar encantado. O Mouchão vai transformar-se num parque que conta as mais maravilhosas histórias e que vai levar-nos a sonhar, no sábado e no domingo de manhã, das 10.30 às 12 horas.
Esta primeira performance dos doze jovens tomarenses resulta do workshop já desenvolvido “Como Construir uma Estátua Viva.” António Santos, o conhecido e reconhecido Staticman, é o mais antigo cultor desta arte em Portugal e foi o formador destes jovens que revelam sérias competências para actividade tão exigente.
Na companhia do carrossel, do insuflável, das pinturas faciais, do Contador de Histórias e de muito mais animação vão proporcionar aos mais pequenos duas manhãs verdadeiramente encantadas.

ÓPERA NO CORETO
Melhorando substancialmente a proposta de ópera nas ruas de Tomar, iniciada na edição de 2010 do Festival de Estátuas Vivas, com o Concerto de Sons e 21 Silêncios, que trouxe à Praça da República a soprano Ana Paulo Russo, acompanhada por uma orquestra de 80 músicos e pelo tenor Frederico Almendra, este ano teremos a oportunidade de assistir a dois concertos, desta vez num local bem adequado: o Coreto, na Várzea Pequena.
Músicas das Ruas e das Casas de Ópera de Itália e Música dos Salões e das Casas de Ópera de Paris são as propostas do director artístico Brian Mackay, um músico irlandês com um currículo notável. A mezzo soprano Juliana Mauger e o tenor Frederico Almendra são vozes que se irão destacar no ambiente fascinante que o belíssimo jardim da Várzea Pequena vai acolher.
Um Coreto que se eleva pelo jogo de luzes e pelo requinte criado em palco, um momento luxuoso que se sente na música e nos tecidos de veludo vermelho que vestem o coreto, o som que se espalha de forma harmoniosa por todo o jardim, vão proporcionar mais uma experiência inesquecível. Podemos assistir aos dois concertos sentados na relva ou na cadeirinha que trouxermos, na sexta-feira, dia 9, e no sábado à noite, dia 10. Das 21h30 às 22h30. A não perder.

A PRIMAZIA À FOTOGRAFIA
Estátuas vivas parecem combinar na perfeição com outra arte, a da fotografia. Mantendo-se a exposição de rua, onde podemos ver in loco uma Tomar de outros tempos, confrontando ali mesmo as duas realidades e analisando a marca do tempo e do homem, a edição deste ano apresenta mais duas propostas.
Uma delas é a exposição de fotografia a decorrer de 9 a 11 de Setembro, na Capela de Santa Iria que vai retratar o I Festival pelo olhar do fotógrafo de Tomar, José Matias. Os melhores momentos, os melhores rostos, as melhores expressões, as melhores sensações vão poder ver-se nas suas fotografias.
Por outro lado, e para as dezenas de fotógrafos que acorreram a Tomar o ano passado, mas também para todos os outros que a estes se queiram juntar, a organização vai promover um concurso de fotografia. Do regulamento saber-se-á muito brevemente.

MUITA ANIMAÇÃO!
As montras vão voltar a vestir-se para o evento e a contribuírem para o ambiente de máquina do tempo que mais uma vez se pretende criar nestes três dias. As esplanadas terão música pela noite dentro, os cafés bebidas da época, artistas pintam a giz no chão das ruas do centro histórico, homens que saltam em andas acompanham-nos e divertem-nos no percurso. Haverá também mais e melhor transporte no acesso ao Convento de Cristo fazendo a ligação simples e confortável ao monumento.

ORGANIZAÇÃO E CONTACTOS:
O II Festival de Estátuas Vivas é organizado pelo projecto Máquina do Tempo, uma parceria entre o Agrupamento de Escolas D. Nuno Álvares Pereira, a Câmara Municipal de Tomar, o Convento de Cristo e o Instituto Politécnico de Tomar. Tem uma importante comparticipação do QREN, no âmbito da Rota dos Mosteiros Portugueses Património da Humanidade, sendo que este evento se apresenta como mais uma das diversas propostas culturais dos municípios de Tomar, Alcobaça, Batalha e Lisboa.

Gamado, aqui.

Arraiais do Mundo

No âmbito dos Arraiais do Mundo (2 a 4 de Setembro), a Associação PédeXumbo, em colaboração com a Câmara Municipal de Tavira, apresenta uma nova criação artística, resultado de uma residência franco-portuguesa a decorrer neste mês de Agosto: o projecto Extravanca! dedicado ao repertório algarvio.               

Juntamos músicos como os acordeonistas João Frade e Guy Giuliano (Dites 34) e o coreografo António Tavares (Opera Crioulo, Jus Soli, SOBREtudo, Fou-Naná) e a bailarina Inês Melo Campos.
                   
Porque hoje a cultura popular evoluí sem esquecer as suas raízes, raízes captadas por muitos, como Michel Giacometti na série “Povo que Canta” ou mais recentemente Tiago Pereira na “Sinfonia                Imaterial”.

Ver informação completa aqui

Festival Vidigueira

A edição 2011 do Festival Vidigueira regressa às Piscinas Municipais nos dias 9 e 10 de Setembro.
Uma vez mais, este Festival conta com Artistas de referência no cartaz, sendo a edição de 2011 a mais ambiciosa de sempre!

Na Vidigueira, nos dias 9 e 10 de Setembro, entre as 16h00 e as 04h00 vai respirar-se música.
Um cartaz de luxo espera por ti para terminar em grande a temporada dos Festivais de Verão.

SEXTA – FEIRA | 9 DE SETEMBRO
Os Homens da Luta
Xutos & Pontapés
Mixhell
Paul Chambers

SÁBADO | 10 DE SETEMBRO
Tiago Bettencourt & Mantha
Deolinda
Rui Pregal da Cunha
Rui Estevão

PREÇO:

Diário – 15,00EUR (venda antecipada)
Passe 2 Dias com direito a Parque de Campismo gratuito – 25,00EUR (venda antecipada)

Inclui:
Campismo
Piscinas
Festas Surpresa
Muito Sol

Postos de Venda:

Ticketline | CTT | Câmara Municipal da Vidigueira | Posto de Turismo da Vidigueira | Piscinas (dias 7,8,9 e 10 de Setembro)

Todos os que adquirirem o passe de 2 dias têm acesso gratuito ao Parque de Campismo.

Gamado, aqui.

Festival Flamenco de Lagos

Há 10 anos que o Centro Cultural de Lagos recebe no mês de Setembro, o Festival de Flamenco. Este festival, pioneiro em Portugal converteu-se num dos festivais de flamenco mais importantes fora de Espanha e recebe anualmente 3 espectáculos nos dias 15,16,17 de Setembro, nos quais estão representadas as distintas artes do flamenco: frágua, piano, cajón, guitarra, canto e baile. Guitarras mágicas com identidade própria, baile de beleza e paixão e sobretudo vozes carregadas de emoção e festa.

Gamado, aqui.